terça-feira, 2 de março de 2010

Uma Lenda da minha cidade Valongo.

Valongo

Os nomes de Valongo e Susão têm origem nesta lenda que remonta à época em que alguns cristãos perseguidos no Oriente se refugiaram em Cale, foz do rio Douro.

Entre eles estava o rico negociante judeu Samuel, recém convertido ao Cristianismo, e a sua filha Susana.
Pensavam os fugitivos estarem já livres de perseguições quando foram obrigados a defender-se dos árabes que dominavam a região.
Com astúcia, prepararam uma armadilha e capturaram o jovem Domus de cujo resgate esperavam obter a paz.
Enquanto decorriam as negociações, Domus e Susana apaixonaram-se e o mouro pediu para ser baptizado para poder casar-se com a jovem. O acordo com os muçulmanos era assim impossível e decidiram todos fugir, deixando Portucale (Porto) em direcção ao Oriente.
Chegados ao topo da Serra de Santa Justa depararam com uma paisagem lindíssima e a apaixonada Susana exclamou um elogio sincero ao vale longo que sob os seus olhos se estendia. Desceram ao vale e nele decidiram ficar para sempre, edificando as primeiras casas de uma povoação que se veio a chamar Susão, em memória da bela Susana.
O vale que Susana tinha achado belo e longo ficou conhecido como Valongo.
Esta bela Susana que deu o nome ao Susão que nesse tempo, nao era Susana mas sim Susaca ....
Susão e uma a povoaçao que pertence a Valongo e so esta dividida pela linha Ferrea e pela auto estrada Porto Amarante,é uma povoaçao muito bonita,e existe la um lugar que se chama
Túmulo um nome um pouco sinistro.... esse lugar tem tres cruzes em pedra de granito e um tumulo em granito ja muito velhinho ,eu sempre conheci esse lugar abandonado e nunca soube o que queria isso dizer, mas com o tempo foram construindo moradias , estradas novas e a Camara de Valongo recuperou esse lugar que estava ao abandono ( Túmulo)..... agora esta um lugar lindo digno de visita......
Mas onde eu queria chegar é que afinal esta linda história acaba quando Susana morre e é enterrada onde hoje se situa o Túmulo do Susão. O seu marido deu o nome de Susão a este lugar em homenagem à sua mulher.
Aqui vos deixo mais uma lenda da minha terra... mas acho que ja a publiquei aqui ,mas como e uma historia linda, nunca é demais deixa-la aqui mais uma vez ...
**************************************
Tambem este ano se comemora os 300 anos da Confraria do Senhor dos Passos de Valongo, já é este mes que temos a procissão do Senhor dos Passos.
E aqui vos deixo um relato desta historia , que segundo se conta é verdadeira.
A Confraria do Senhor dos Passos, da cidade de Valongo, foi instituída no ano de 1710. Foi seu instituidor João Vieira de Mesquita, homem abastado, natural de Fânzeres.
Este, marido extremamente ciumento, duvidava da fidelidade de sua mulher, e um dia, em que o seu doentio ciúme atingiu o auge, apoderou-se dela e levou-a para uma propriedade que possui a no lugar do Moínho do Ouro, em Valongo.
A viagem foi dramática e penosa, pois o marido desvairado fez sua desditosa mulher, senhora de condição, percorrer a longa distância entre Fânzeres e Valongo, através de montes e vales, descalça e sob os mais humilhantes enxovalhos.
Rodaram os anos, e a verdade desnudou-se: o marido ciumento veio a certificar-se de que havia cometido uma tremenda injustiça, pois sua mulher sempre havia sido esposa exemplar.
Então, torturado pelo remorso, o marido arrepen­dido decidiu, para desagravo do seu erro, instituir uma confraria que recordasse à posteridade os passos dolorosos da sua desventurada mulher.
E assim nasceu a Confraria do Senhor dos Passos, também conhecida pela designação de Confraria dos Santos Passos. Esta Confraria tem capela privativa, que fica situada ao lado da Igreja Matriz de Valongo. Nessa capela está sepultado o seu instituidor. Uma pedra, com uma inscrição, cobre a sua sepultura, aberta no meio do pavimento.
Esta capela tem um altar com três santuários com as imagens da Senhora da Soledade, Senhor dos Passos e Senhor "Ecce Homo", respectivamente à esquerda, ao cen­tro e à direita.
Os três santuários são encimados por um "Calvário" que outrora era composto por sete figuras em tamanho natural. Presentemente nele estão colocadas outras imagens provenientes de "passos", que tendo sido edificados pela piedade dos homens foram depois demoli­dos pelo camartelo do... progresso.
Graças ao bairrismo do povo de Valongo e à gene­rosidade de algumas famílias ilustres da cidade, entre as quais é dever destacar a família Alves Saldanha, a Confraria do Senhor dos Passos foi sucessivamente enri­quecida com valiosas alfaias, que pela sua riqueza e valor artístico podem, sem qualquer exagero de bairrismo, consi­derar-se como das melhores, no género, do País.
Entre essas alfaias destacam-se: a túnica do Senhor dos Passos, que é de veludo roxo, bordado a ouro; o vestido e o manto da Senhora da Soledade, que são de finíssima seda, também bordados a ouro; o pálio, feito de gorgorão roxo belamente bordado a ouro e prata. Este último é uma peça de valor inestimável que, só por si, constitui legítimo orgulho para a cidade de Valongo. Foi ofertado à Confraria, em 1905, pelo falecido e ilustre Valonguense João Alves Saldanha.
Mais um texto que faz parte da Historia da minha cidade....
agora quero dizer que fui tirar este texto ao blog do Zé Miguel,
vão la fazer uma visita porque vale a pena ....vão ver lá as imagens da Senhora da Soledade da Capela do Senhor dos passos de que se fala aqui no texto, e vao ver o nosso Orgão da Igreja ...
façam uma visita a esse blog que nao se vão arrepender....
bem amigas hoje alonguei-me demais com a escrita , mas eu quando falo da minha terra e das coisas lindas que temos aqui ,nao me canso ....só temos uma pessoa que nao gosto ,o Presidente da Camara de Valongo .
e pronto beijinhos a todas .
:0)

11 comentários:

Ália disse...

Passei para deixar um beijinho.
Ália

Sandra disse...

Olá amiga,

gostei de conhecer a lenda da sua terra.

Já vi que é um local bem bonito e rico em história, um destino a visitar sem dúvida ...

Beijinho grande

angelina disse...

boa tarde Cilinha
é verdade que esta historia é linda eu nao me canso de a ler
beijinhos
angelina

muita esperanca disse...

Ola Cilinha gostei muito de conhecer o teu blog.
Beijinhos e agora serei visitante assidua deste cantinho !Beijinhos

blogando-me1 disse...

E é atraves do mundo dos blogs que vamos ficando a conhecer mais um pouco das histórias de outras terras. Obrigado pela partilha.

Bjs fofos

Paula disse...

Minha querida Cilinha,
Passei para te dar uma grande beijoca... Digamos que esta é uma daquelas visitas rápidas, regressarei com mais tempo...
Um grande beijo

Natty disse...

Ui Cilinha!! Eu até gosto de lendas, mas ainda não li esta. Com mais tempo vou ler.
Xisinho com muito carinho.
Natty

albana disse...

olá amiga
Gostei de conhecer mais um pouquinho da tua terra que deve ser muito bonita!
Gosto muito de lendas, têm sempre histórias muito curiosas!

bjinho

Paula C. disse...

Gostei.Bom fim-de-semana!
Beijinhos

AB disse...

Nao conhecia a lenda mas gostei de ficar a saber um pouco mais sobre a tua terra!
Beijoca!

Raquel disse...

Olá Cilinha! Sei que já publicaste isto à muito tempo, mas gostava que me desses mais informações sobre o Túmulo onde foi enterrada Susana. Pois eu e uma amiga minha queremos fazer uma pesquisa!


Obrigada!